Dr Eduardo Adnet


Médico Psiquiatra e Nutrólogo

 

 

Sobre a Nutrologia

 

 

Alimentação, Nutrição, Nutrientes, Metabolismo, Obesidade, Resistência à Insulina, Diabetes Melito, Propriedades de Alimentos, Dietas, Doenças Relacionadas à Nutrição

 

O que é Nutrologia e o que fazem os Médicos Nutrólogos?

 

De forma resumida, - NUTROLOGIA- é a especialidade médica voltada para o diagnóstico, a prevenção e o tratamento das doenças nutricionais. Doenças nutricionais, por sua vez, são aquelas em que a dieta é a única ou uma das principais formas de tratamento. Dependendo de cada caso, medicações também podem ser utilizadas.

Algumas das principais doenças relacionadas à nutrição e que são objeto de tratamento pela Nutrologia são: Anemia ferropriva, o Escorbuto, a Pelagra, o Beribéri, o Bócio Endêmico, as Carência vitaminamínicas, a Obesidade, a Magreza, a Hipertensão Arterial, o Diabetes Mellitus, as Dislipidemias, a Gota, as Doenças Inflamatórias Intestinais, a Insuficiência e a Litíase Renal, a Bulimia e a Anorexia Nervosa, a Osteoporose, o Raquitismo, dentre outras.

Desta forma, a Nutrologia envolve: diagnosticar e tratar as doenças nutricionais, recorrendo à solicitação e avaliação de exames diagnósticos quando necessário; identificar possíveis erros ou desvios alimentares, hábitos de vida ou estados orgânicos que estejam contribuindo para alguma forma de prejuízo da nutrição saudável do paciente.

Também a Nutrologia se ocupa em cooperar, como especialidade médica, para o sucesso de tratamentos cirúrgicos, estéticos ou não, como nas cirurgias bariátricas (redução do estômago), dentre outras.
 


Alimentação e Nutrição

"Deixe que os alimentos lhe tragam a cura, e que a cura sejam os seus alimentos" - Hipócrates

Alimentação e Nutrição não são, necessariamente, a mesma coisa. Uma alimentação pode ser até mesmo prazerosa, porém nutricionalmente pobre e até mesmo insalubre.

Nutrição significa prover ao corpo tudo o de que necessitamos a fim de mantermos em equilibrada atividade um processo chamado de Homeostase.

Homeostase significa a manutenção do equilíbrio interno e externo do nosso corpo, proporcionando a saúde das células e de todos os nossos sistemas orgânicos.

Na realidade, nosso corpo já faz isto sozinho, sem a necessidade de intervenção consciente. Porém, cabe-nos proporcionar ao corpo as condições apropriadas para que isto aconteça e persista. E aqui entra em cena a boa Alimentação composta de todos os nutrientes essenciais para o bom funcionamento de nossas células. Umas interagindo com as outras, se autorregulando, regenerando e sarando de enfermidades.

Nosso corpo funciona a base de energia e essa energia precisa ser obtida através dos alimentos. Os alimentos por sua vez possuem os nutrientes que são a fonte dessa energia. Alimentação portanto significa ingerir alimentos que contém nutrientes que fornecem energia para o bom funcionamento e equilíbrio do nosso corpo.

Contudo, nosso organismo precisa não somente de energia para o seu funcionamento, mas precisa também de outros nutrientes que fazem parte do chamado metabolismo do corpo humano. O metabolismo é o mecanismo através do qual o corpo se mantém em funcionamento estável o que requer mais de um tipo de nutriente pois o corpo também precisa crescer (na infância e na adolescência), se auto reparar ou regenerar, defender-se de agressões externas através dos mecanismos de defesa imunológicos, e estar constantemente se adaptando às diferentes variações que podem ocorrer no ambiente, como é o caso de manter sua temperatura sem grandes variações.
Para tanto o corpo necessita dos nutrientes que podem ser classificados em dois principais grupos: os macronutrientes e os micronutrientes.

Os Macronutrientes sendo representados fundamentalmente pelos Carboidratos, pelas Proteínas e pelas Gorduras, e os Micronutrientes pelos minerais e pelos chamados oligoelementos. De forma simplificada, os Carboidrato estão presentes em alimentos como os açúcares (da cana de açúcar, da beterraba e das frutas), no amido dos cereais e grãos ( trigo, milho, aveia, arroz, feijão, lentilhas) e no amido das hortaliças (batata, cenoura, nabo), dentre outros. Os principais alimentos que contém Proteínas são o leite e seus derivados ( como os queijos e o iogurte), os ovos e as carnes. E as Gorduras estão presentes em alimentos como os óleos comestíveis ( óleo de soja, de sementes de girassol, de milho, azeite ), nas gorduras das carnes ( que pode estar de forma visível ou invisível) e na gordura da manteiga e da margarina.

A distribuição dos Micronutrientes ( Vitaminas e Minerais) nos alimentos é um pouco mais complexa, porém dividem-se as Vitaminas em dois grupos principais: as Vitaminas que estão diluídas nas gorduras, que são as Vitaminas lipossolúveis ( A, D, E e K), e as que estão diluídas em água ( como a Vitamina C e as do Complexo B).

Já os minerais ( Sódio, Potássio, Cálcio, Ferro, Magnésio, etc..) e os Oligoelementos (que são minerais presentes em pequenas quantidades em nosso corpo, como o Cobre, o Zinco, o Molibdênio, dentre outros) estão distribuídos em diversos alimentos, mas principalmente nas frutas e nas hortaliças ( vegetais folhosos, raízes, tubérculos, etc...).

Esta simples classificação acima é no sentido de se entender de forma geral quais são os principais nutrientes e em que grupos de alimentos eles estão presentes.

Além dos Macro e dos Micronutrientes nosso corpo para sobreviver e se manter saudável necessita também de Oxigênio, água e de luz solar.
O aproveitamento dos nutrientes dos alimentos se dá em nosso corpo ao nível das células e é o nosso sangue que leva até as células os nutrientes, o oxigênio e a água.

Todo este mecanismo para a sobrevivência e para a manutenção da estabilidade do funcionamento do nosso organismo é conhecido como Homeostase ( que significa a posição de equilíbrio do organismo).
Logo, alimentar-se significa ingerir alimentos que contém nutrientes que participam da manutenção da vida.

 

Dr Eduardo Adnet

Médico Psiquiatra e Nutrólogo

Especialista Titulado AMB/ABP/ABRAN